sexta-feira, 2 de julho de 2010

Triste História de uma criança maltratada

Era uma vez uma menina chamada Mariazinha, ela era uma menina que pequena para a sua idade, 10 anos, que usava um óculos grosso de fundo de garrafa e se relacionava muito pouco com as outras crianças de sua idade.

Quando passou do quarto para o quinto ano Mariazinha mudou de escola. Na nova escola, seus colegas acharam muito estranha a aparência e o jeito daquela menina se comportar, daí em diante começaram a chamar de Quatro Olhos cegueta.

Uma vez ela esbarrou sem querer em um dos colegas e este gritou:

- Mesmo com quatro olhos você não encherga por onde anda - deu um empurrão em Mariazinha e continou o seu caminho.

A menina percebia que muitos de seus colegas faziam piada sobre ela, além dos xingamentos eram direcionados diretamente a ela.

Certo dia, um professor que começou a perceber a situação, resolveu tomar algumas medidas.

Na aula seguinte, ele chegou com vários papéis brancos e quadrados, ensinou-os a dobrar um coração e pediu que cada um pintasse seu coração como se estivesse pintando para a pessoa que mais gosta(seu pai, mãe, irmão, avó), com muito capricho e cuidado.

Quando todos terminaram ele pediu que cada um pegasse o seu papel e amassasse muito, até que ele ficasse o menor possível e depois desdobrassem. Ao terminarem, pediu pra que alguns alunos falassem sobre o que achavam de ter dobrado e pintado tão caprichosamente o coração para uma pessoa que ama muito e depois amassar ele todo, daí algumas respostas surgiram:

- Não gostei porque ele tava tão bonito, eu ia dar para minha avó.

- Eu ia dar para a minha tia, mas agora está amassado, feio, não vou dar mais para ninguém

Como Maria era muito tímida continuava calada enquanto seus colegas continuavam a falar:

- Eu não gosto de fazer nada bonito pra depois jogar fora.

- O coração ficou machucado como se a gente não gostasse mais dele.

Nesse momento o professor perguntou:

Crianças vocês conseguiram desamassar o coração até ele voltar a ficar bonito e lisinho como antes?

- Nããão!!! - responderam as crianças em coro.

-Então - continuou o professor - o coração de todas as pessoas é sempre muito bonito, cheio de carinho, amor e amizade para distribuir entre as pessoas, mas se nós machucamos uma vez um coração com xingamentos ou brigas é muito difícil a gente conseguir consertá-lo do mesmo jeito que é dificil desamassar o coração completamente.

Em seguida deu mais uma folha e pediu que cada um fizessee pintasse um novo coração e que esse seria o coração da amizade, pediu então que entregasse para algum colega da sala que a pessoa já tinha brigado ou mesmo xingado, como uma forma de pedir desculpas e mostrar que gostaria de ser amigo dele.

Várias crianças receberam o coração dos colegas, entre eles Mariazinha, que pareceu se sentir muito feliz por ter ganho aqueles corações.

Depois dessa atitude o professor começou a perceber a necessidade de integrar a turma e começou a criar atividades didáticas, que pudessem ter esse papel.

Já Mariazinha começou a ter contato com outros colegas e até fez amizades, depois de terem parado de "amassar seu coração".



Esse post faz parte da Blogagem coletiva sobre Bullying do Blog Mãe é tudo igual que propõe que vários blogs possam fazer com que seus leitores parem e reflitam sobre essa prática que é comum nas escolas. E a minha contribuição é mostrar que as vezes com pequenos gestos os professores podem ajudar algum aluno que esteja sofrendo por causa de agressões, xingamentos ou outros.

O origami e a matemática se unem através da educação, desta forma não estamos mudando o foco do blog.
espero que esta historinha nos ajude a refletir...
um abraço
Daniel Thomás

11 comentários:

Vanessa disse...

Daniel, muito obrigada pela sua participação. O papel dos professores é muito importante nesta luta. Se puder visite o blog hoje e conheça os demais participantes, alguns tão professores como você.

Um abraço

pensandoemfamilia disse...

Olá Daniel
Forma sensível de expor um assunto- um conto-. Estou também participando desta coletiva e pela segunda vez, tendo em vista a relevância da questão.
Gestos!como são preciosos em nossas vidas.
Abços,

Luma Rosa disse...

Perfeito seu conto! E uma indicação de como a escola deve proceder na integração entre alunos e mestres!

Ana disse...

Vim ler sua participação e adorei seu texto!
Parabéns!
O papel do professor é fundamental para a saude emocional dos nossos filhos.
Abraços

J. Neto disse...

Sempre é possivel reciclar ideias e refletir sobre elas. Cumpriu bem sua função de fazer um alerta. Parabéns!

Sandra disse...

Parabéns pela sua postagem. Muito boa. Gostei muito.
Se hoje é o dia de debatermos o tema bullying.estou participando da coletiva.
Pois ele tem suas diversas manifestações, que precisam ser observadas.
Algumas atitudes e comportamentos são comuns de um estudante vítima de bullying.
Venha ver as demais no meu blog interação de amigos.
http://sandrarandrade7.blogspot.com
Estou tbém participando.
Vamos todos lutar por esta causa.Vamos dizer não.Temos que lutarmos contra o tempo. Muitas coisas ruins já estam acontecendo.
Muitos ainda estam cegos..Outros não querem se envolver. Mas nós podemos fazer a diferença..Divulgando e lutando..
A batalha é nossa, não podemos perdê-la.
Carinhosamente,
Sandra

Meire disse...

Tem certeza que cade algum comentario?
Perfeito, digno de ser divulgado em todas as escolas.
Parabens pelo conto e pela participaçao!
Meire
http://meiroca.com/o-que-e-bullying/

J.Zimmer disse...

Oi Daniel!
To te linkando, ok?
Achei que já tinha o feito, mas ainda não hehe..

Abraços õ/

Nika disse...

Olá o seu BLOG é fantástico. Amei!!!

Nika disse...

Olá o seu BLOG é fantástico. Amei!!!

Anônimo disse...



NOVO OLHAR SOBRE A MATEMÁTICA, Jornal Beira do Rio, UFPA, Abril 2011,
www.jornalbeiradorio.ufpa.br/novo/index.php/2011/124-edicao-93--abril/1189-novo-olhar-sobre-a-matematica

MÁRIO SERRA - ENGENHEIRO, MATEMÁTICO E AMAZÔNIDA, Jornal Beira do Rio, UFPA, Ano XXVIII Nº 120. Agosto e Setembro de 2014,
http://www.jornalbeiradorio.ufpa.br/novo/index.php/2014/152-2014-08-01-17-25-17/1618-2014-08-04-14-34-28

RENATO PINHEIRO CONDURÚ (Belém-Pa, 25/08/1926 - 23/06/1974), ENGENHEIRO-MATEMÁTICO PARAENSE: INDO DO GUAMÁ ALÉM DO VAL DE CÃES ( solicite por e-mail: jbn@ufpa.br)

ALGUMAS MULHERES DA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA E QUESTÃO DE GÊNERO EM C & T.
http://opirata2.blogspot.com.br/2012/05/livro-algumas-mulheres-da-historia-da.html
http://sitiodascorujas.blogspot.com.br/2013/06/mulheres-na-matematica.html

CONSTANTINO MENEZES DE BARROS I - MATEMÁTICO QUE LIGA O PARÁ/BR AOS MAIORES CENTROS DO MUNDO E COMPARÁVEL AOS GRANDES ÍCONES DA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA (II a V não publicados, disponível por e-mail), (Óbidos-Pa, 19/08/1931, Rio de Janeiro-RJ, 06/03/1983), Ex-Docente UFF e UFRJ,
www.chupaosso.com.br/index.php/obidos/educacao/2149-vida-e-obra-de-constantino-menezes-de-barros

JOAQUIM GOMES DE SOUZA, "O SOUZINHA" (MA,1829- RJ,1864) E MARÍLIA CHAVES PEIXOTO (Livramento\RS, 1921 - RJ, 1961): OS PAIS DA MEDALHA FIELDS BRASILEIRA (não publicado, disponível por e-mail)


PROFESSORA SANTANA: Candidata a Melhor Docente do Ensino Básico Paraense, Blog Chupa Osso, 23 Junho 2013, www.chupaosso.com.br/index.php/obidos/educacao/2453-proessora-santana-candidata-a-melhor-docente-do-ensino-basico-paraense

CONHEÇA MARIA LAURA MOUZINHO LEITE LOPES, UMA DAS PRIMEIRAS DOUTORAS EM MATEMÁTICA DO BRASIL!,
http://encontrodejovenscientistas.com/2015/02/02/conheca-maria-laura-mouzinho-leite-lopes-uma-das-primeiras-doutoras-em-matematica-do-brasil/

SABER MATEMÁTICO E CULTURA INDÍGENA, blogue da AICL, 20 de Setembro de 2011,
http://coloquioslusofonia.blogspot.com.br/2011/09/saber-matematico-e-cultura-indigena.html

PAIRÉ CAMETAENSE: UMA BELA OBRA EM MATEMÁTICA E ENGENHARIA (não publicado, disponível por e-mail)

DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E PATRIMÔNIO CULTURAL EM MATEMÁTICA (não publicado, disponível por e-mail)

NOTAS DE CÁLCULO I, SEGUNDO PRECEITOS DA FILOSOFIA ZENONISTA,
www.sobralmatematica.org/editora/notas_calculo_JBNascimento.pdf

GOLPE DE 64 & UNIVERSIDADE PÚBLICA & MATEMÁTICA,

http://livrandante.blogspot.com.br/2014/04/joao-batista-do-nascimento-educacao.html

NASCIMENTO, J.B., GOMES, S.C. L., MAGNO, C. S. E MOREIRA, A. M. S. , CICLOIDE E BRAQUISTÓCRONA, www.sobralmatematica.org/preprints/preprint_2015_01.pdf, acesso fev/15