sábado, 13 de dezembro de 2008

Blogagem Coletiva Coisas do Brasil II – Manaus

Olá gente,
Hoje é dia de blogagem coletiva, pra quem quiser saber mais é só ver a postagem do dia 24 de novembro ou clicar aqui.
Pois é a proposta é falar sobre a cidade em que vivemos, então vamos lá falar de Manaus e tentar derrubar mitos e estereótipos.

Bandeira de Manaus

Manaus é uma cidade de 1.688.524 habitantes (estimativa 2006), uma cidade grande... Quero dizer, bem grande!! Esse é um dado importante, pois muitas pessoas ainda pensam que a cidade de Manaus é uma pequena vila ou até mesmo uma aldeia indígena envolta por um rio, porém não podemos culpá-las. Muito disso é difundido pela mídia.

Quando você vê a cidade de Manaus no Jornal Nacional ou no Fantástico o que eles mostram? Rios, poucas casas na beira dos rios e até algumas pessoas andando de motor (Canoa com Motor).


Muitas pessoas ainda relacionam a cidade a alguns pontos turísticos como o teatro Amazonas e o encontro das Águas (Encontro do Rio Negro com o Rio Solimões, um de águas negras e o outro de águas Barrentas). Essas imagens são importantes e estes pontos turísticos realmente são fascinantes.


Mas nossa cidade não é só feita de meia dúzia de pontos turísticos nossa cidade tem um grande centro industrial.
Temos importantes centros de pesquisa como o INPA (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia). Atualmente, a cidade tem sediado vários eventos científicos de grande repercussão nacional nas várias áreas do conhecimento além de eventos culturais que já tem reconhecimento internacional como o Amazonas Film Festival e o Festival Amazonas de Ópera.

Além disso, têm uma diversidade imensa de temperos, peixes e elementos gastronômicos que são exclusivos e de sabor inigualável. Alguém já ouviu falar em Camu-camu? É uma fruta que dá um suco delicioso e que têm uma concentração de Vitamina C superior à quase todas as frutas consumidas no resto do Brasil.
Já ouviram falar no Tambaqui ou no Pirarucu? Esses são os mais famosos mas têm outros menos conhecidos que são igualmente fantásticos como a matrinxã e o tucunaré.

Eu gostaria que as pessoas não pensassem que vão chegar aqui e vão andar de canoa pra se locomover. A nossa cidade, como todas as capitais brasileiras tem ruas, bairros, conjuntos, ou seja, é urbanizado e como nas grandes cidades tem prédios, shoppings, ônibus, táxi, e tudo o mais que você possa querer em uma cidade.

Digo isso porque pelo menos umas duas vezes percebi pessoas admiradas quando eu dizia de onde era. Em Belo Horizonte no IX ENEM (Encontro Nacional de Educação Matemática) as pessoas diziam: "Manaus? Longe né?" e na Ingleterra quando estavamos no aeroporto pra pegar o avião de volta, despachamos nossa mala com uma moça descendente de japonês e ela perguntou de onde nós eramos e quando disse deu aquele "Ohhh" (que eu acho super engraçadinho dos japoneses) junto com a pergunta "And do you want to come back? Are you missing it"(E vocês querem voltar? vocês estão sentindo falta?). Depois saímos eu e a minha irmã rindo da situação.
Além disso, temos pobreza também, como em qualquer lugar, mas isso não é motivo de orgulho e infelizmente o nosso povo ainda não sabe votar, mas nem tudo é perfeito né?

Pois é... eu pretendia falar também sobre esterótipos e mitos acerca do Origami (temática do blog), mas vou deixar para outro momento já que essa postagem já está imensa.
Espero que tenha contribuído e que as pessoas gostem e possam ter aprendido um pouco sobre a minha cidade, até mesmo porque poderia passar horas e horas escrevendo sobre ela, mas não dá num é mesmo?

Abraços
P.S.: Não esqueçam de comentar ok?

9 comentários:

Andréa Motta disse...

Daniel, eu nunca ouvi falar sobre essa fruta camu-camu; fiquei curiosa a respeito dela. MUito obrigda por me contar sobre as maravilhas de sua Manaus!

Cadinho RoCo disse...

Isso mesmo. Fez bem em dar o grito de alerta para todo nosso Brasil porque fica sim a impressão de que Manaus é cidade pequena, desprovida e coisa e tal. Poucas pessoas sabem que por aí a cultura tem peso enorme, sobretudo no universo da música lírica, como é o caso do Fstival de Óperas. Não conheço o Amazonas, mas já ouvi comentários de que o potencial gratonômico daí é de encabular qualquer um. E sei também haver uma literatura muito rica no Amazonas.
Cadinho RoCo

Serena Flor disse...

Esta blogagem está nos dando a chance de conhecer o nosso Brasil, tão pouco conhecido por nós brasileiros e também a chance de conhecer novos amigos e isto é muito bom! Beijos e parabéns pelo seu post...ficou ótimo!

Andréa Motta disse...

Daniel, MIL PERDÕES! Eu vim aqui, li seu texto e não o coloquei lá. Peço desculpas e agradeço pelo puxão de orelhas!

Ivani disse...

Olá!
Também participei da blogagem coletiva. Estou visitando os demais participantes, isso tem sido uma maneira deliciosa de conhecer melhor esse país e outras pessoas.
Para mim, você conseguiu desmontar os estereótipos.
Parabéns.
Beijos.
Ivani

Pleiba disse...

Ae Brother
Manaussss
deve ser um lugar de mta cultura heinnnn :o
ficou, showwwww de bola seu post \o/
faço parte agora da blogagem coletiva tbm ....\o/
Um forte abraço
bjuzzz

APPedrosa disse...

Daniel,
obrigada pela visita. Eu não conheço Manaus, mas tenho muita vontade de conhecer. No Norte do Brasil, só fui ao Pará, em Carajás, a trabalho. Viajar é sempre a melhor maneira de derrubar mitos e estereótipos. Viajar nas palavras também ajuda e sua postagem foi muito legal. Tenho certeza que você mora numa cidade linda.
Abraços,
Ana Paula

*Renata disse...

Oi Daniel!

Adorei seu post sobre Manaus.

Acho que as pessoas associam Manaus-Amazonas à floresta. Santa ignorância! Morro de vontade de conhecer aí.
Quem sabe um dia...

Abraço e ótima semana!

Vanessa disse...

Daniel, tb estou na coletiva e lendo com um pouco de atraso. Parabéns pela participação. Tenho muita vontade de conhecer Manaus desde que vi uma reportagem sobre o Teatro, isso sem falar em todas as coisas que vc mencionou no post.

abraço