segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Tsuru e a história da Sadako

Como prometido vou resumir aqui a história da Sadako.


Mas antes é preciso falar sobre a lenda dos Mil tsurus(leia-se tsûrus, a maioria das pessoas fala Tsurú, mas conversando com uma professora e com uma aluna que veio do Japão elas me corrigiram e aprendi, hehehehe) - Sembazuru. Diz a lenda que a pessoa que dobrar mil tsurus mentalizando um desejo, ele vai se realizar. Os mil também podem ser feitos para ser dado de presente a uma pessoa que esteja doente como desejo de seu pronto reestabelecimento.
Aí vai uma foto de um sembazuru feito pela minha amiga Araguacy e doado para a fundação CECOM (que trata de pacientes com câncer).


Aí vai a história da Sadako:
Sadako era uma menina saudável que gostava muito de correr e morava em Hiroshima, cidade em que os EUA jogaram a bomba atômica no fim da segunda guerra Mundial (Nessa Época ela tinha 2 anos de idade). Dez anos depois desse evento Sadako, que até então era uma menina muito ativa e adorava correr, começou a passar mal e diagnosticaram-na com Leucemia, conhecida na época como a doença da bomba atômica. Quando estava internada no hospital Chizuko, sua amiga levou para ela um grande grou dourado fazendo-a lembrar da lenda que dizia que a pessoa que dobrasse mil destes mentalizando um desejo poderia ter o desejo realizado. Começou as dobras e após dobra o pássaro número 644 dormiu para não mais acordar. Seus amigos completaram os pássaros que faltavam para que mil deles fossem enterrados com Sadako. Após seu funeral sua classe reuniu suas cartas e publicou em forma de livro. Seus amigos começaram a sonhar em construir um monumento para ela e para todas as crianças mortas pela bomba atômica. Jovens por todo o Japão ajudaram a juntar dinheiro para o projeto. Finalmente, em 1958 a estátua foi inaugurada no Parque da Paz de Hiroshima, com a seguinte inscrição: "Este é o nosso grito, esta é a nossa prece, construir a paz no mundo que é nosso"
Fonte: COERR, Eleanor. Sadako e os mil pássaros de papel.


Aí está uma foto do Monumento das Crianças à Paz:



Com relação a contar a história da Sadako em sala de aula. Isto pode ser um algo que chame a atenção de seus alunos tanto para a dobradura quanto para o conteúdo a ser ensinado. Além disso eu tenho umas idéias de projetos interdisciplinares que poderiam ser criados somente em volta da sadako, os mil grous e o origami. Onde cada disciplina poderia contribuir com seus conteúdos relacionados.


Espero que tenham gostado tanto quanto eu da história


Abraços dobrados com as dobras tendendo ao infinito

2 comentários:

Jacy disse...

Você tem dormido pouco... mais tem escrito muito Dani... a história é linda, ainda não tinha escultado... uma lição de vida.

Paco disse...

Sou um professor de Matemática português, que vivo numa cidadezinha do interior, junto da fronteira com Espanha. Estou a dizer isto para você imaginar que, apesar de ser na Europa, há muitas dificuldades em ter acesso a experiências e práticas que só se divulgam nas grandes cidades. Gostei muito da história da Sadako, porque os que cometem os "crimes" não podem ficar no anonimato. Faço uma sugestão: apresente origamis explicando como se fazem as dobragens, que nós precisamos para divulgar junto dos professores do 1º ciclo (são os professores que ensinam os alunos mais novos em Portugal).
Continue a escrever histórias e a divulgar os origamis.
Paco